<<Ver todos os textos

O valor do frio
26/02/2010

Na verdade não é bem o valor do frio, mas o custo do bendito...

Em dezembro de 2008 - quando cheguei aqui - lembro que nevou uns dias e fez um frio fora do comum para os irlandeses (pra mim então nem se fala. Tinha acabado de sair do verão do Brasil, brrr). Lembro que meu host father (o pai do Kai, de quem eu era Au Pair) saiu pelas ruas de Dublin tirando fotos da neve. Ele me disse que faziam 15 anos que ele não via algo assim. Pois bem, me senti com sorte, pois nunca tinha visto neve na vida e justamente quando vim pra Irlanda encontrei com ela.

Nada mal, só que esse ano o negócio deu uma esquentada (ou uma esfriada). Foi o pior inverno dos últimos 40 anos. A neve impediu os carros de circularem pelas ruas, o estoque de sal acabou e até areia eles jogaram na neve. Todo mundo preso onde estava (quem andava escorregava), não tinha ônibus ou trem. Até os canos de água congelaram e milhares de casas ficaram sem abastecimento dias depois, porque a água congelou e quebrou os canos.

frio na Irlanda
Fairview Park, Dublin 3: essa foi a parte boa da história.

Foi um caos. O governo irlandês declarou National Weather Emergency (estado de emergência). As companhias de Seguro pagaram mais de 500 milhões de Euros (mais de 1 bilhão de reais)* em indenizações. Pra completar, dias depois começou uma chuva que não parava mais e que alagou o país, principalmente os condados de Cork, Clare e Galway.

* Fonte: Free Metro Herald Newspaper

------------------------------------------------------------------------------------------------


contato@thatianamendes.com.br
©Copyright2009 - Todos os direitos reservados