ESPAÇO DEDICADO AOS MOCHILEIROS

Dicas e causos das principais cidades Européias dos países listados:

>>Inglaterra l >>Irlanda do Norte l >>Escócia l >>Bélgica e Holanda l >>França

>>Portugal l >>Espanha l >>Suíça l >>Alemanha

>>Grécia l >>Turquia l >>República Tcheca l >>Áustria l >>Eslováquia l >>Hungria

>>Croácia l >>Eslovênia l >>Itália

 

Ver também: Viena


NA TERRA DE MOZART

Imagem de SalzburgoSalzburgo é encantada. Montanhas verdes, jardins românticos, concertos, Mozart! Cheguei ao lugar mais esperado por mim.

Exploramos Salzburgo em um dia. Não cotamos preços em hotéis por lá, portanto não tenho idéia de quanto seria a hospedagem. Dá pra fazer tudo andando. Existem excursões para lugares turísticos fora da cidade e concertos. Ambos podem ser comprados no Serviço de Informações Turísticas que fica na praça de Mozart (Mozartplatz). Lá também está a venda o Salzburg Card. Com ele a entrada é gratuita em todas as atrações da cidade e no transporte público. O bilhete para 24 horas custa 24 Euros (alta temporada). Vale MUITO a pena. Ah, não se esqueça de pegar o seu mapinha gratuito da cidade.

De Viena para Salzburgo
Caso venha de Viena para Salzburgo saiba que a melhor opção de transporte é, com certeza, via trem. Como disse, preferimos ir e voltar no mesmo dia para Viena. Caso queira fazer da mesma forma, abaixo listo o horário dos trens em que fomos e voltamos. Para comprar o ticket envie um e-mail em inglês para wien.ticketline@pv.oebb.at É seguro. Comprei com o meu cartão de crédito. Existe a opção de comprar pelo site www.oebb.at - mas somente em alemão.

Saída: Estação Wien Westbahnhof (Viena) para Salzburg Hbf
Train ICE 660 - 06:14 com chegada às 08:53
Volta: Mesmas estações.
Train ICE 661 - 21:02 com chegada às 23:40 

Abaixo listo alguns pontos da cidade que podem ser vistos em um dia:
Praca de Mozart

Praça e monumento a Mozart (Mozartplatz) - foto ao lado
Foi inaugurada em 1842 com a presença dos filhos do compositor. Antes da criação do monumento a praça tinha outro nome: Praça de São Miguel.

Fortaleza de Hohensalzburg e o funicular
Bilhete adulto: € 10,50 (inlcui o funicular)
Grátis com o Salzburg Card
É possível chegar até a fortaleza andando, mas uma outra opção é ir de Funicular. Tem-se uma bela vista da cidade e poupa-se energia e tempo (somente um minuto até o castelo). A fortaleza é uma das mais importantes atrações da cidade. Ela começou a ser construída em 1077 pelo arcebispo Gebhard I que se viu em perigo no começo da guerra das Investiduras (guerra entre o imperador e o papa). Gebhard era aliado da igreja e temia represálias. Durante 600 anos a Fortaleza foi se modificando até chegar a forma que tem hoje. Na entrada todos recebem um áudio-guia - o que ajuda a compreender a história de cada aposento do castelo e do museu da Fortaleza.

 

Aposentos:
Sala dourada (lá está uma estufa de cerâmica do ano 1501 e paredes cobertas de ouro), a câmara de torturas, a Torre da Justiça (ponto mais alto da fortaleza), a masmorra e o órgão chamado "O touro de Salzburgo" de 1502 (instrumento acionado com rodilhos. O pai de Mozart compunha para esse instrumento).

Museu da Fortaleza:
Reaberto em 2000 após algumas reformas. Uma capela do século XVI foi descoberta em uma escavação e também pode ser visitada. Existe uma parte dedicada às marionetes (famosas na Áustria. É possível tirar uma foto com os bonecos da Familia Von Trapp, do filme "A Noviça Rebelde", filmado em Salzburgo.


Catedral e praça da Catedral (Domplatz)

Uma pequena capela foi construída inicialmente em 746, reformada várias vezes e depois destruída por um incêndio. Reconstruíram-na e a tornaram uma Catedral, finalizada somente em 1628 com traços barrocos. Em 16 de outubro de 1944 foi atingida por uma bomba lançada pelas forças aliadas o que fez desmoronar sua cúpula. Restaurada, foi reinaugurada novamente em 1959.

Praça do Capítulo (Kapitelplatz)
A Catedral está rodeada por três amplas praças. Uma delas é a praça do Capítulo. Nela está a fonte de Netuno (usada no passado para lavar cavalos) e uma escultura chamada "A Esfera" (foto). É uma das obras feitas pela Fundação Salzburgo - responsável pela arte em espaços públicos.

Residência e Praça da Residência (Residenzplatz)

 

 

 

Praça da Residência
Maior praça da cidade que fica ao norte da Catedral. Existia ali um cemitério. Em 1659 o arcebispo Guidobald Conde de Thun encomendou
a Tomaso de Girona uma fonte em mármore. Atualmente, a fonte que fica em frente à Residência é a maior em estilo barroco fora da Itália.

Residência
Entrada combinada: € 8,50
Grátis com o Salzburg Card
Ali residiam os príncipes arcebispos desde o século XII. A visita guiada acontece nos salões de Gala e Galeria. No interior visite a fonte de Hércules. Fique atento ao horário. Não conseguimos entrar, pois pensamos que o poderíamos fazer até às 6 da tarde, porém as visitas só acontecem até às 5.


Rua Getreidegasse e Casa Natal de Mozart
€ 7,00 (adulto para Casa Natal) Casa Natal de Mozart - partitura de A Flauta Mágica
€ 12,00 (Bilhete combinado: casa Natal e Vivenda)

Grátis com o Salzburg Card
A rua foi por séculos o centro comercial da cidade e lá estão a maioria das casas burguesas constrídas no século XVI. Os letreiros de ferro têm origem na idade média. Uma das casas dessa rua é muito conhecida por ter sido berço de um ilustre compositor: Wolfgang Amadeus Mozart. É a casa mais visitada da cidade. Nela, Mozart nasceu e viveu até os 17 anos e em 1880 a Fundação que leva o nome dele criou um Museu. Vimos instrumentos de Mozart, partituras de Óperas famosas, móveis, retratos e cartas de família. Tudo muito tocante. Só faltou o concerto para piano n21 tocando ao fundo. Ele faz imaginar coisas.

Vivenda de Mozart
€ 7,00 (adulto)
€ 12,00 (Bilhete combinado: casa Natal e Vivenda)
Grátis com o Salzburg Card
Foi a casa que Mozart viveu depois que saiu de sua casa natal. Ela foi quase que completamente destruída em 1944 por uma bomba norte americana e reconstruída, mais tarde, em 1996 respeitando suas características originais. Estão expostos objetos sobre a vida e a família do compositor e também sobre a história da casa. No final todos os visitantes assistem a um vídeo que conta quem era a pessoa Mozart. Eles o apresentam como um gênio incompreendido. Roubaram-lhe a infância para que pudesse viajar e apresentar-se por toda a Europa, pois era um menino prodígio que compunha minuetos aos três anos de idade e tocava perfeitamente violino e cravo. Era alegre e encantador com todas as pessoas, mas não conseguia fazer amigos duradouros. Quando adulto, tornara-se negligente e incapaz de controlar suas finanças sendo sustentado pelo pai até os 30 anos, quando este veio a falecer.

imagens Salzburgo

Abadia, Fonte e Cemitério de São Pedro
A Abadia de São Pedro foi finalizada em 1130 em estilo românico e somente no século XVIII adornada em estilo Rococó. Seu ógão principal data de 1620 e nele tocava Mozart quando jovem. A fonte homônima que fica em frente à igreja é de 1673 e apresenta São Pedro segurando uma chave (foi quando uma pessoa muito sábia me ensinou que é ele, São Pedro, quem controla as portas do céu). Ao lado da fonte fica a "Taverna de São Pedro" (Peterskeller), uma das mais antigas da Áustria. Atrás da igreja está o cemitério de mesmo nome e no centro fica uma capela muito singela: a capela de Santa Margarida. Não perca o passeio dentro da tumba suspensa na rocha (ao lado do cemitério). Ela guarda capelas do século III.

Palácio e Jardim Mirabell
Entrada franca
O palácio se chama originalmente "Altenau" e foi construído em 1606 por Wolf Dietrich para sua amante Salomé. Seria uma história muito romântica se Dietrich não tivesse sido o Arcebispo da cidade. Hoje, o palácio é a sede administrativa de Salzburgo. Já o Jardim de Mirabell foi projetado por Fisher von Erlach. Visite o Jardim... É lindo. Tire fotos na fonte de Pegasus e sente na grama para ouvir os concertos. Eles distribuem toalhas de fleece e você pode escutar Mozart olhando para o azul do céu. Criativa, eu... Mas foi exatamente o que fizemos.

Deixo meu post com um lindo poema de Mozart. Esqueci de contar como termina sua história. É triste. Mozart morreu aos 35 anos, foi enterrado como indigente e passou os últimos dias da sua vida compondo um Réquiem (música fúnebre) que disseram ser para si próprio. A circunstância prematura de sua morte deu origem a diversas lendas. Uma delas é a de que Mozart morreu de amor. Ou pela falta dele:

"Para fazer uma obra de arte não basta ter talento,
não basta ter força, é preciso também viver um grande amor.

Que passem os minutos, dias e anos...
Todas as estações do tempo!
Que eu viva, qual tolo, todas as ilusões
pueris de sentimento...

Amar-te-ei, em todas as épocas,
em todo momento
Que passem as águas por muitas pontes
e que debruce a saudade por muitas
serras e montes, amar-te-ei,
como se fosse a primeira vez e única,
apesar das tantas aventuras!
Ainda além deste céu, nas alturas.
Eternamente...
Ainda que outro alguém o tenha
entre lençóis confidentes,
mesmo que os beijos sejam molhados
e quentes,
à parte, nossa alma vaga enamorada,
sobre qualquer prazer da carne ou qualquer
entrega fugaz .
Eternas, apaixonadas
Amar-te-ei, sobre qualquer dor que me pese
o orgulho ferido, o despeito revolvido!
Sobre qualquer punhalada em meu coração,
sobre qualquer distância a nós imputada...
Porque sei, amor de mim , que ainda assim...
Não é pequeno o nosso comprometimento .
Ah! Soubessem todos o tamanho!
Pobre carne, pequeno tempo!

Wolfgang Amadeus Mozart

Comente sobre esse post clicando aqui. Obrigada!

Informações retiradas do Guia oficial de Salzburgo.

 
   
contato@thatianamendes.com.br
©Copyright2009 - Todos os direitos reservados